Geral

Tocantins é o campeão em atratividade das fontes limpas por 21 vezes seguidas

Segundo estudo do Grupo FDR, altas tarifas de energia no estado justificam boa viabilidade de migração de empresas para o mercado livre

Tocantins conquistou pela 21ª vez consecutiva a liderança no Índice Nacional de Atratividade do Mercado Livre para Fontes Limpas de Energia. O estado registrou nota “0, 648” em fevereiro de 2019, bem acima da média geral, que ficou em “0,556”. O estudo é realizado pela FDR Energia, empresa de comercialização de eletricidade do Grupo FDR.

“A mudança para o mercado livre de energia é muito vantajosa para as empresas do Tocantins, porque as tarifas impostas pelo ambiente cativo estão entre as mais caras do País”, explica Erick Azevedo, sócio diretor do Grupo FDR e coordenador do estudo. “Essa seria a justificativa do estado alcançar a primeira posição do ranking desde julho de 2017”, completa.  A nota registrada no Tocantins é classificada como de boa viabilidade de migração, enquanto a média nacional, é moderada.

Segundo o levantamento, as chuvas de janeiro atingiram apenas 65% da média histórica da energia natural afluente, que é quando a água da chuva é transformada em energia elétrica nas usinas hidrelétricas. O mês também foi marcado por temperaturas elevadas e pelo tempo predominante seco. Esses fatores contribuíram para subir os preços no mercado livre de energia.

De acordo com o índice, as médias entre 0,6 e 0,8 são classificadas como de boa viabilidade de migração do mercado cativo. Oito estados brasileiros pontuaram nesta categoria, sendo que os primeiros colocados foram Tocantins (0,648), Pará (0,638), Espírito Santo (0,625) e Goiás (0,623). O Rio de Janeiro ficou em quinto lugar (0,622), posição permanente desde abril de 2018.

Dezessete estados registraram viabilidade moderada, com avaliação entre 0,4 e 0,6. É o caso do estado de São Paulo (0,523), que manteve a 18 ª posição, ocupada desde também desde abril do ano passado. O Amapá (0,387) manteve-se na lanterna do ranking e foi o único a registrar baixa viabilidade, classificação referente às médias abaixo de 0,4.  Roraima não participa do levantamento, pois está fora do Sistema Interligado de Energia (Veja na tabela abaixo o ranking e as médias dos estados).

Sobre o Índice FDR

O índice, tal qual o modelo do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), elaborado pela Organização das Nações Unidas (ONU), é calculado em um intervalo de “0,000” (para a menor atratividade) e “1,000” para a maior atratividade.

O índice foi calculado com base no preço médio comercializado no mercado livre entre as fontes incentivadas (energia proveniente de Pequenas Centrais Hidrelétricas e usinas eólicas, solares e de biomassa) comparadas com as tarifas de distribuidoras que representam 98% do mercado cativo brasileiro.

VEJA O RANKING COMPLETO DO MÊS DE FEVEREIRO

Sobre a FDR Energia

A FDR Energia foi estabelecida em 2012 e faz parte do Grupo FDR Participações, que atua na comercialização e gestão de energia elétrica, ativos e imobiliária em todo Brasil e nos Estados Unidos. Com mais de 250 clientes, o grupo já comercializa cerca de 500 mil MWh por mês.

Para mais informações, contatar:

Ariane Locatelli          

ariane.locatelli@retoquejor.com.br

Retoque Comunicação

Telefone: (11) 3088-0990

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s